Concurso Banco Central 2019: Previsão de Edital e Vagas!

Tempo de leitura: 6 minutos

Um pedido de concurso público para o Banco Central está no Ministério do Planejamento desde o final do mês de maio. Com uma quantidade muito baixa de servidores e quase a metade deles já em idade e contribuição adequados para a aposentadoria, o risco é de que esse órgão logo tenha seus serviços quase paralisados porque faltam pessoas para trabalhar.

Concurso BACEN 2019: vagas

A autorização requisitada pelo BACEN é de 230 vagas, divididas entre procuradores e analistas. No entanto, a quantidade de cargos disponíveis é quase assustadora: são mais de 2.550: por isso, há muitas chances de o banco requisitar mais editais posteriormente.   

Veja também:

Concurso BACEN 2019: previsão

O Ministério do Planejamento não deu nenhuma resposta com relação a esse pedido de concurso. Por isso, o BACEN continua esperando: se for autorizado, é preciso que ocorra a publicação no Diário Oficial e que as bancas organizadoras candidatem-se. É somente depois de uma delas ganhar a licitação que o edital em si começará a ser redigido.

Sendo assim, os concurseiros que estão interessados no Banco Central ainda têm vários meses para aguardar: podem ser até seis, depois que a banca foi determinada. No caso de o Ministério do Planejamento demorar mais a responder, é possível que o BACEN faça mais um pedido, considerando que o seu quadro de pessoal continua diminuindo.

Remuneração

Os procuradores do Banco Central têm vencimentos em até R$ 19.197,00, mas os que são concursados há anos acabam chegando a mais de R$ 24.000,00, havendo também auxílio alimentação. Para os analistas, os vencimentos ficam em R$ 16.933,00 e o auxílio alimentação é igual ao dos procuradores. Essas quantias são as que esses servidores recebem agora, mas os ingressantes em 2019 podem receber algum reajuste.

Requisitos

Para a função de procurador, é necessário o curso de graduação em Direito e a experiência de 2 anos de exercícios, sendo indispensável o registro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Para a função de analista, o Banco Central apenas solicita o ensino superior, sem exigir qualquer área específica.

Quando convocadas, essas pessoas terão de apresentar ao BACEN os seus comprovantes de serviço militar ou de dispensa, além dos comprovantes de escolaridade, que deverão ter o reconhecimento do Ministério da Educação. Será solicitada a carteira profissional para os candidatos a procurador, ou qualquer documento que especifique sua experiência.

Os inscritos também precisarão mostrar ao Banco Central seus comprovantes de votação, sendo autorizado trocar pela Certidão de Quitação Eleitoral. Deve ser feita uma certidão de antecedentes criminais e, provavelmente, um comprovante de que não se tem acúmulo de cargo.

A banca organizadora

A banca que foi escolhida no último certame foi a CESPE e os concurseiros do BACEN poderão ter de enfrentar essa organizadora novamente. Por isso, é importante que eles invistam na interpretação de texto: como existe só a alternativa CERTO e a ERRADO, a chave para o candidato são as peculiaridades do enunciado. Se a interpretação de texto estiver em dia, o indivíduo entenderá se um termo está equivocado, bastando para saber a resposta.

Saber que a CESPE elimina uma resposta correta para cada vez que o concurseiro erra também é vital. Por causa disso, torna-se ainda mais necessário ter cuidado com o cartão de resposta: é quase impensável colocar alternativas erradas porque isso significará duas questões perdidas e não somente uma.

O parâmetro para as perguntas sobre Direito é sempre a letra de lei. Por isso, o concurseiro não deve ter em mente o que parece plausível para ele, mas sim o que está redigido na legislação. Os enunciados da CESPE não têm tanto critério referente a tamanho e é por isso que a habilidade leitora também tem de ser forçada.

O que cai na prova?

As matérias para os procuradores do Banco Central e para os analistas são apresentadas separadamente no edital. Entretanto, a partir do edital de 2013, pode-se mencionar gramática da Língua Inglesa, ordem econômica e financeira, indicativo de crase, crescimento econômico, Protocolo Kerbero, ergometria de dados, gestão de capital, linguagens de programação, instituições operadoras, síntese e avaliação, expectativas racionais, arquitetura Java e outros.

Na eventualidade de o Banco Central continuar usando a CESPE como a sua organizadora, os conteúdos acima tendem a ser requisitados de novo. Se o concurseiro quiser esclarecer algo referente ao conteúdo programático, terá de falar com a organizadora.

Atribuições do cargo

Os procuradores do BACEN realizam o assessoramento jurídico, a assistência aos administradores, representação jurídica e apuração de créditos e também de liquidez. Já os analistas tratam do gerenciamento de metas para a inflação, fazem o acompanhamento de projetos e propõe intervenção. Na realidade, existem numerosos subitens nessas atribuições e a leitura completa deles pode ser realizada no edital.

Qual é o melhor curso para o Concurso BACEN 2019?

O concurso para o Banco Central é um dos certames nacionais que não se deve negligenciar: é um dos órgãos financeiros mais fundamentais, além de ter ótimos salários e de os editais demorarem, considerando que já faz 5 anos desde que o concurso passado.

Por causa disso, o estudo para o certame do BACEN precisa ser bastante estruturado: é necessário ser disciplinado e ter todos os conteúdos, sempre claros. Ter professores que conseguem esclarecer as questões e que colaboram para que certos dados sejam decorados é outra necessidade.

Todo esse respaldo tão importante para o concurseiro do Banco Central é encontrado no Estratégia Concursos. Um dos melhores serviços desse preparatório é o sistema de questões: há diversas perguntas de concurso gravadas ali e o candidato podem respondê-las.

Os cursos concedidos pelo Estratégia podem ser selecionados de acordo com o edital ou por outros critérios. O concurseiro pode comprar quantos ele preferir e também pode comprar o preparatório por completos: são fornecidas videoaulas que, além de o conteúdo apropriado, têm ótima reprodução e estrutura para que os instrutores façam anotações.

O Estratégia também concede informações variadas sobre os certames públicos por meio do seu blog: essa é uma área de credibilidade para os concurseiros serem instruídos.

Concurso Banco Central 2019: Previsão de Edital e Vagas!
Avalie esse artigo!

Recomendados Para Você:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *